Glossário de Sapatos - Parte II



Cage: Este modelo surgiu como uma junção de sapato com botas. Apareceu pela primeira vez com a YSL na sua colecção Primavera/Verão 2009. As suas principais características são: uma estrutura básica de bota com tiras ou micro-tiras entrelaçadas que formam um “gradeamento”. Também existe em verso sapato.

Cap-Toe: Este termo não se aplica exactamente a um modelo, mas mais a um estilo ou um tipo de decoração, e pode ser aplicado aos mais diversos modelos como: botas, pumps, ténis, etc. A sua principal característica é a biqueira, ou seja, sobreposição de algum material na ponta da gáspea, que pode ser do mesmo material e cor, ou não.

Chelsea/Dealer: O modelo teve origem no período vitoriano e foi originalmente associado à equitação. O design original começou por ser o das botas de equitação conhecidas por “paddock boots” ou “jodhpur boots”. A sua principal característica é o elástico nas laterais dos canos que parte da ponta do cano e vai até ao tornozelo. Possui geralmente um cano curto, mas existem versões com canos um pouco mais altos.

Chinelo: Este é o nome genérico para o tipo de calçado mais prático e também o que mais abarca mais estilos, podendo existir modelos de quarto, de praia, de piscina, de cidade, de plástico, de borracha, de pele, de tecido, etc. A sua principal característica é ser aberto atrás. Na sua maioria também é aberto na frente, e pode ser de tira, estilo “havaiana”, etc. No entanto, também há modelos fechados à frente, especialmente naquilo a que costumamos chamar em Portugal de “chinelos de quarto”.

Clogs (Socas): Os clogs, ou socas, começaram por ser o tipo de calçado mais usado até ao século XVIII, especialmente por serem baratos e confortáveis. Aliás, as socas são bem conhecidas aqui em Portugal, especialmente as versões do Norte do país, as tradicionais socas de Viana. Este tipo de calçado pode ser feito totalmente em madeira ou ter apenas o solado de madeira. O solado pode ser protegido, em baixo, por pele, borracha ou tecido. A gáspea, tradicionalmente fechada, cobrindo todo o peito do pé, feita em pele, hoje em dia pode também ser aberta e com diversos materiais, como tecido, plástico, etc. Quanto ao salto, também pode variar bastante, podendo ser baixas ou altíssimas, compensadas, com plataforma, etc.

Collar Sandal: Uma sandália que, como o nome indica, possui uma espécie de “gola” que cobre todo o tornozelo. Existe em versão baixa e alta e numa variedade de materiais.

Combat Boots (Botas de Tropa): Botas até ao tornozelo, fechadas através de atacadores, tradicionalmente usadas pelas forças armadas, mas adaptadas pela população em geral. Popularizadas pela marca Dr. Martens, hoje em dia são bastante vulgares e usadas pela população em geral. As tradicionais “Botas de Tropa” são pretas, mas os modelos modernos são fabricados em diversas cores, padrões e materiais.

Construction Boot: Um botim até ao tornozelo, ou um pouco acima, geralmente reforçado à altura deste, com atacadores, e com uma sola grossa de borracha.

Country/Cowboy/Western (Texanas): Originalmente utilizadas pelos cowboys do velho oeste americano, mas entretanto adoptadas pela população em geral, inclusive a feminina. As suas principais características são: cano alto entre 30 e 45 cm; biqueira afunilada e pouco alongada; solado de couro liso e salto que geralmente não ultrapassa os 2,5 cm, com inclinação angular; corte confeccionado em couro duro, e alguns modelos podem possuir pespontos ao longo do cano, ou mesmo na gáspea, ou conter recortes geométricos; alguns modelos são confeccionados em materiais mais exóticos como avestruz, cobra, jacaré, crocodilo, etc.

Cuissarde/Over-the-Knee: Este modelo é uma variação das tradicionais botas usadas por piratas e contrabandistas para ocultar objectos de valor roubados. A sua principal característica é deixar coberta quase toda perna, até acima dos joelhos, geralmente até metade da coxa. Pode ter salto raso ou alto e fechar com ziper, com atacadores ou não ter qualquer tipo de fecho.

Cut-Out Boot/Open Boot/Summer Boot: Este modelo é uma fusão entre botas e sandálias. As suas principais características são: possuir uma estrutura básica de botas, com canos baixos, médios ou altos, com vários recortes e tiras que deixam uma ou mais partes do pé à mostra. Podem ter bico fino, arredondado ou quadrados, e saltos baixos, médios ou altos.

Derby: Muitas vezes confundido com um Oxford, o Derby possui uma orelha com ilhós cosida em cima da gáspea. É semelhante ao “Blucher” ou “Gibson”.

Desert Boots/Chukka Boots: Uma bota masculina (ou unisexo), até ao tornozelo, que fecha com atacadores através de dois conjuntos de ilhós, feitas geralmente de camurça, sem forro, com solas de borracha.

D'Orsay: Um sapato feminino sem laterais, que revela o arco do pé. Geralmente a gáspea é totalmente fechada, mas também pode ser aberta. O traseiro é sempre fechado.

3 comentários :

Obrigada por passares por aqui! Deixa o teu comentário. Os comentários serão respondidos na mensagem onde foram colocados.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...